É como a imagem do soldado na parada a marchar para o lado direito, quando todos os outros marcham à esquerda, e por estranho que pareça, ele pensa que ele é que está certo e que todos os outros caminham contra ele, mas que coisa estranha, que há de tão errado nas mentes que não consigam ver que aquele ser é diferente de toda a gente, superior até, mas ninguém acompanha....

Não sou soldado, mas também não ando a pisar os calos a ninguém... e isto sim é uma mensagem a ser entendida por quem a deva entender...

Haja paciência, que é coisa que não tenho...

 

sinto-me: Irritada
música: Qualquer uma para abafar as vozes da inutilidade
tags:
publicado por Ana às 12:23