Aquele monte gigante que cresce no cesto, ora sujo, ora para passar, que raio de vida, que deviam inventar uma máquina que fizesse tudo, um três em um!

Apesar de tudo a roupa não me faz confusão, mas pelos vistos causa problemas a certas pessoas, que não tem capacidade de encaixe dos seus assuntos e pegam pela roupa, que como quem diz, não tem mais nada com que pegar.

Pegam porque a bestialidade do seu ser não vê para além do seu nariz, umbigo, e passarinhas que vão comendo, assim sendo, torna-se complicado dentro da sua área de abrangência arranjar pretextos para meter o bedelho, quando têm uma vidinha tão cor de rosa mas que pelos vistos nem ao próprio interessa...

E como não podia deixar de ser, e porque já lavei a roupa e está um sol fantástico, um bom fim de semana para todos, que eu vou molhar os pés em boa companhia...

 

sinto-me: bem
música: SO WHAT
tags:
publicado por Ana às 11:36